Quinta-feira, 21 de Outubro de 2004

Podridão...

Jean-Marie Negre.jpg
( foto de: Jean-Marie Nègre )



Podridão...
Crepúsculo
dos que nada fazem,
nem procuram o saber.

Podridão...
Não é a vós
que me dirijo,
não é a vós,
que eu procuro.

Podridão...
É a mim que busco!
O meu saber,
dono do eu, Ser.

Nunca me incomodei,
com o que pensam,
os outros... embora,
eles se incomodem,
sempre com o que
penso, digo,
ou como o escrevo!

Podridão...
Razão de ser...
dos néscios,
dos fúteis e
... imbecis!
Que o são no estar
e no fazer.

Podridão...
Crepúsculo
dos não amantes
dos não viventes!



Jorge Assunção
2004 / 04 / 23
in Tou no Top
publicado por Jorge D'Alfange às 23:27

link do post | comentar | favorito
|
18 comentários:
De Anónimo a 19 de Novembro de 2004 às 20:02
Lovewilltearusapart, claro que não podemos viver " lonje " dos outros, mas tenho vivido sem me preocupar com o que pensam de mim, embora me custe, por vezes, a encaixar o que dizem, rsrs, Abraçosjorgebond
(http://prepucio.blogs.sapo.pt)
(mailto:januarioassuncao@sapo.pt)
De Anónimo a 19 de Novembro de 2004 às 19:12
Claro que importa o que os outros pensam, aclaro que nos importamos com o que pensam de nós, é insano pensar que podemos sobreviver longe dos outros. A vida é uma tristeza sem opiniões que destestamos, tudo de acordo e em harmonia evita que escrevamos como escrevemos!
No entanto o poema está óptimo bem como o resto do blogue!!! Um abraço!lovewilltearuspart
</a>
(mailto:marbm@sapo.pt)
De Anónimo a 4 de Novembro de 2004 às 20:03
Skynet, obrigado já lá estive, ;) Abraçosxicharro
(http://prepucio.blogs.sapo.pt)
(mailto:xicharro@sapo.pt)
De Anónimo a 4 de Novembro de 2004 às 12:21
Boas
Venho aqui visitar o teu blog, e acho que está muito bom.
Fica a promessa que virei visitá-lo mais vezes, para comentar ou apenas visitar.
Gostaria que quando poderes visites o meu blog, e que de futuro comentes ou apenas o visites. Obrigado, aguardo a tua visita.
http://opiniaoblog.blogs.sapo.ptSkynet36
</a>
(mailto:Waffenss1@sapo.pt)
De Anónimo a 3 de Novembro de 2004 às 12:54
http://cudejudas.no.sapo.ptSS
(http://cudejudas.no.sapo.pt)
(mailto:ssmail@hotmail.com)
De Anónimo a 2 de Novembro de 2004 às 11:27
Agostinho, por vezes as palavras doem mais que uma bela de uma martelada, ;) Abraços companheiro.jorgebond
</a>
(mailto:januarioassuncao@sapo.pt)
De Anónimo a 1 de Novembro de 2004 às 23:04
Belissimo poema!Denunciar a podridão através de um espectacular poema é original para mim.Um abraço.Agostinho
(http://evtagostinho.blogs.sapo.pt)
(mailto:ag_silva@hotmail.com)
De Anónimo a 1 de Novembro de 2004 às 17:51
Myryan, eheheheh, pois, coisas do Prepúcio, salvo seja, rsrsrsrsrs, beijokas.jorgebond
</a>
(mailto:januarioassuncao@sapo.pt)
De Anónimo a 1 de Novembro de 2004 às 17:06
P.s- apaguei o perdida...agora só estou por aqui mesmo myryan
(http://outrademim.blogs.sapo.pt)
(mailto:myryan@sapo.pt)
De Anónimo a 1 de Novembro de 2004 às 17:05
ó Jorge agora até fiquei com a cara á banda :-) não sabia que este blog era teu! Quanto ao estares no top (ja te disse que escreves muito muito bem, não é isso que está em causa mas acho que o nome do blog deu uma ajudazita :-) já reparaste nos nomes dos blogs do top?) beijito :-)myryan
(http://outrademim.blogs.sapo.pt)
(mailto:myryan@sapo.pt)

Comentar post